segunda-feira, dezembro 08, 2008

Nights in Rodanthe em antestreia


Depois de conhecer pessoalmente o meu escritor favorito, Nicholas Sparks, seria de esperar que ansiasse ver a mais recente adaptação ao cinema de um livro seu.
O Sorriso das Estrelas, no original, Nights in Rodanthe, foi o último filme que vi em antestreia, ainda que já tenham passados alguns dias sobre a antestreia. O tempo para a escrita no blog tem sido desviado para outros assuntos e tarefas.
O livro, nem preciso dizer que é lindíssimo, as personagens que encaixam na perfeição e a forma como se fundem com a história, já para não falar da intensidade da narrativa, são os pontos fortes do livro.
O filme, tal como todas as adaptações de livros, não consegue espelhar a magia que as palavras escritas nos imprimem, ainda mais as palavras de mr. Sparks que nos atingem com toda a força directas no coração. Com isto não digo que não tenha gostado do filme, nada disso. O filme está muito bem conseguido, se me abstrair do facto de ter lido o livro.
A química entre o casal principal, interpretado pelo Richard Gere e pela Dianne Lane, está fantástica. Para além de Gere, apesar da idade, ainda estar um homem “very sexy”, a Dianne também está muito bem.
A paisagem é deslumbrante, uma pousada no meio de um areal, de frente para o mar, com as ondas a rebentar a poucos metros, parece mesmo um local mágico, propício para uma linda história de amor.
A história, tal como todas do Nicholas Sparks, é muito realista e nada tem a ver com os finais felizes cor-de-rosa que muitos romancistas adoram escrever. Aliás, todas as suas narrativas têm sempre alguma personagem ou passagem da sua vida. Ele diz mesmo que todos os livros são baseados em algo da sua vida pessoal. Acho que isso transparece…
A história é bem simples, Adrienne promete ajudar a tomar conta da pousada de uma amiga, num fim-de-semana, onde terá um único hóspede, o charmoso e misterioso Dr. Paul Flanner. Um fim-de-semana onde se abate sobre Rodanthe (local onde se passa a acção) um violento furacão que obriga os 2 a trabalhar em conjunto para salvarem a velha e já degradada pousada. É uma história simples, mas intensa.
Um filme que se não fosse ter lido o livro teria sido 5 estrelas.

Ficha Técnica
Título português: O Sorriso das Estrelas
Título original: Nights in Rodanthe
Realizador: George C. Wolfe
Descrição: Baseado no "best-seller" de Nicholas Sparks, é a história de um homem e de uma mulher que se encontram num fim-de-semana que mudará as suas vidas para sempre.
Adrienne (Diane Lane) tem a sua vida num verdadeiro caos e resolve então tentar encontrar alguma paz de espírito para resolver os seus problemas na pousada da sua melhor amiga, na pequena cidade costeira de Rodanthe, na Carolina do Norte. Aí, espera conseguir repensar os conflitos que a rodeiam: o marido que lhe pediu que regressasse a casa e a filha adolescente que contraria e discute todas as suas decisões. Durante esse fim-de-semana, o único hóspede da pousada será o Dr. Paul Flanner (Richard Gere), um médico que enfrenta uma terrível crise de consciência. Uma tempestade que se aproxima de Rodanthe, vai aproximar Adrienne e Paul, que descobrem conforto um no outro. E o fim-de-semana transforma-se num momento mágico em que é possível acreditar que, às vezes, a vida nos oferece uma segunda oportunidade. Uma oportunidade que mudará as suas vidas para sempre.
Actores: Diane Lane, Richard Gere, Christopher Meloni, James Franco
Género: Drama, Romance
Ano de Lançamento: 2008
Duração: 97 minutos
Classificação: Maiores de 12 anos
Classificação (de 0 a 10): 7


Nights in Rodanthe trailer

3 notas celestiais

susana disse...

Se aquela pousada existe quero ir para lá.
A imagem que fica do filme é sem duvida a da pousadaà beira-mar, que coisa fantástica.
Do filme além de muitas outras coisas destaco a relação entre a mãe e a filha, que no final me emocionou bastante.

O filme, a história... que dizer, é Nicholas Sparks e está tudo dito.

Jinhos

GK disse...

Acho que vou MESMO ter de ser honesta quanto a este post… Eu gosto bastante do Richard Gere e da Diane Lane (Ou não fosse ela uma ex do “nosso” Jon! Tinha de ser de “cólidade”! LOL) e acho que eles devem fazer um par romântico e peras… O que eu não gosto nada é do Nicholas Sparks… Quer dizer… Não é dele… é dos livros… O romantismo dele colide um pouco com a minha ideia de realidade… Mas se calhar até vou ver o filme! :)

Mary disse...

Eu ainda não li este livro, mas adoro as histórias do Nicholas Sparks, por isso, se for um filme baseado num livro dele e, se a adaptação for próxima da obra, é bom de certeza.
Fica na minha TO-DO List.

3 notas celestiais