segunda-feira, outubro 20, 2008

O meio século de Viggo Mortensen


O aniversariante do dia é… rufam os tambores… o “rei” Viggo “Aragorn” Mortensen!!!
É verdade este senhor, muito charmoso por sinal, completa hoje mais um ano de vida, desta feita, completou meio século de vida, 50 aninhos, muito bem conservados por sinal. :D
Aqui deixo o seu percurso:
Viggo Mortensen não só é actor de cinema, como de teatro, é pintor, fotógrafo, poeta e músico de jazz.
O papel que catapultou Mortensen para a fama foi a personagem Aragorn na Trilogia do Senhor dos Anéis. Filho de um americano e de uma dinamarquesa, passou a maior parte de sua infância na Argentina, na Venezuela e na Dinamarca. Por isso, sabe falar fluentemente inglês, espanhol e dinamarquês, para além de que percebe o português falado.
Além disso, Mortensen é um cavaleiro distinto, e até exigiu que o argumento do O Senhor dos Anéis fosse reescrito para aumentar suas cenas que ele montaria a cavalo. Quando não estava em gravações, fazia questão de manter o seu cavalo por perto, para aumentar os laços de confiança entre eles. Esta dedicação de corpo e alma chamou a atenção de Peter Jackson diversas vezes, houve vezes em que conversava com Mortensen chamando-o repetidamente de Aragorn, e o actor, tão imerso na personagem, nem sequer notava. Além disso, numa das cenas de batalha, Viggo Mortensen fez questão de continuar as gravações mesmo depois de ter perdido, acidentalmente, um dos dentes.
No início dos anos 80, Viggo era camionista na Dinamarca, mas retornou a Nova York, onde nasceu, para estudar interpretação.
Mortensen começou a dar cartas no cinema, em 1996, com uma participação em Retrato de uma Senhora, como um dos homens que seduziam Nicole Kidman. Dali, passou a actuar com outras grandes divas do cinema: foi comandante da soldada Demi Moore em G.I. Jane, de 1997; seduziu e quase matou Gwyneth Paltrow em Um Homicídio Perfeito, de 1998; e sobreviveu à clínica de reabilitação ao lado de Sandra Bullock na comédia romântica 28 Dias, de 2000.
Pouca gente sabe, mas para interpretar o artista de Um Homicídio Perfeito, Viggo Mortensen pintou os próprios quadros que foram usados no filme. Como fotógrafo, Mortensen também já exibiu o seu espólio em diversas exposições Além disso, já lançou três CDs de Jazz e, antes da fama, publicou o livro de poemas Ten Last Night.
Todo este esforço como artista foi recompensado. Em 1999, Mortensen foi avisado, à última hora, que o actor Stuart Townsend não poderia assumir o papel de Aragorn na trilogia do Senhor dos Anéis. E eu digo, ainda bem que o Viggo estava disponível!!!! :D
Eleito pela People uma das 50 pessoas mais bonitas em 2002, Mortensen permanece um solteiro convicto. O casamento de dez anos com Exene Cervenka terminou em 1997, deixando-lhe o filho Henry Mortensen.

Digam lá que este homem aos 50 anos não faz inveja a muitos meninos com metade da sua idade?

4 notas celestiais

JPT disse...

um bom actor. Gostei particularmente de Um Homicídio Perfeito, onde esteve muito bem.
bjos

The Star disse...

Eu digo mesmo, é um BOM actor (a todos os níveis). ;)
Mas falando mais a sério, acho-o um actor por excelência. Despertou a curiosidade em todos pelo desempenho como Aragorn e, para bem ou para mal, será o papel com o qual sempre o iremos recordar.
Também gostei imenso de o ver no A Perfect Murder ao lado da belíssima Gwyneth Paltrow.

The Joker disse...

Um grande actor! O estrelato chegou tarde, mas chegou! Muito justamente!

The Star disse...

The Joker, mais vale tarde, do que nunca.
E é como eu digo, este senhor é como o vinho do Porto, quando mais velho, melhor!! ;)

4 notas celestiais