quinta-feira, novembro 23, 2006

Em dia de estreia – O novo James Bond


Sou fã dos filmes do James Bond, embora os últimos tenham sido demasiado fantasiados, gosto da boa disposição, das cenas de acção (as não exageradas), os seus carros sempre "estilosos", e gosto imenso do sotaque "very british" do protagonista. Pelo que, também, gosto muito do Pierce Brosnan, e fiquei algo triste quando foi anunciada a sua retirada.
Mas tentei acompanhar a evolução dos castings e o desenrolar dos acontecimentos na escolha do novo substituto. Muitos dos nomes apontados, antes da escolha final, eram já conhecidos. Só alguns exemplos: Christian Bale, Eric Bana, Orlando Bloom, Gerard Butler, Daniel Craig, Colin Farrell, Ralph Fiennes, Hugh Jackman, Jude Law, Ewan McGregor, Clive Owen, Adrian Paul, Jonathan Rhys-Meyers, etc. A lista chegou a atingir os 200 nomes de actores candidatos ao papel. A dada altura Clive Owen era já dado como o próprio 007, mas o papel acabou por ir parar às mãos de Daniel Craig, até essa data pouco conhecido. Eu só o conhecia do Tomb Raider ao lado de Angeline Jolie.
De todos os candidatos o meu James Bond ideal, sempre foi e continua a ser o Clive Owen. Ele tinha tudo para ser o próximo James Bond. Tem a figura ideal, alto, moreno, muito bem parecido, ar confiante, sedutor, super sensual, inglês… que mais era necessário para o escolherem a ele?
Desde início fiquei de “pé atrás” quanto à escolha de Daniel Craig para encarnar o agente secreto. Não que ele não tenha atributos físicos suficientes, acho que os tem até demais. Um James Bond quer-se sexy, moreno e de olhos escuros, não musculado demais e loiro.
Mas vou querer ver o Casino Royale, até porque o público foi muito receptivo ao filme. Deste fim-de-semana não passa.

Algumas curiosidades do filme
As filmagens iniciaram-se a 30 de Janeiro deste ano.
Foi filmado em locais como Praga, Itália e nas Bahamas.
Realizado por Martin Campbell, realizador do anterior Golden Eye.
Será o 21º filme de toda a série James Bond.
Casino Royale leva James Bond de volta às suas origens, uma vez que se centra mais na personagem e não nas engenhocas ou na alta tecnologia, tão criticadas nos últimos filmes. É o início da carreira de 007 como agente secreto ao serviço de Sua Magestade.
Casino Royale foi o 1º livro a ser escrito, em 1953 por Ian Fleming sobre o agente secreto mais famoso.
Duas personagens sempre presentes, Q e Moneypenny, desta vez não foram incluídas no argumento.


Só para adoçar a boca, aqui ficam algumas fotos.

5 notas celestiais

- - pedro242 - - disse...

tb quero ir ver ou esperar que apareça ;), ainda estou indeciso.

tb sou fã dos filmes do bond, james bond.

Šaяa disse...

Eu concordo contigo... Acho que o Clive Owen seria perfeito! Não sei porque acho que este não tem nada a ver. Não me parece com estilo de 007 não acho bonito mas mais que isso nao acho com charme. Falta-lhe qualquer coisa!

The Star disse...

Eheheh, tantos fãs do agente secreto mais famoso (e também mais sexy!!!).
O Clive era o 007 ideal. Mas pronto, tenho de ver como o David Craig se sai desta. Para bem do filme e para que eu continue a ver os filmes do Bond, James Bond, espero que a escolha do actor não tenho sido pura perda de tempo.

Margarida disse...

já li algumas criticas não muito boas a este 007 actual.
tb julgo que o Clive Owen é o ideal, tem tudo no sítio. e principalmente é um excelente actor. (será que passo despercebida? heeheheh)

The Star disse...

Onde leste isso? Eu só li boas críticas (quer da crítica como do público), e cada vez tenho mais curiosidade em ver o que consegue fazer o Daniel. É claro que nunca se consegue agradar a Gregos e a Troianos... :p
Amanhã já te conto o que eu achei ;)
Quanto ao Clive, já sabes que sinto o mesmo que tu!!! :D
Beijinhos.

p.s.- no meu último comentário, por lapso chamei David ao Daniel. Mas eu acho que ele tem cara de David… :p

5 notas celestiais