domingo, janeiro 10, 2010

Sherlock Holmes

As personagens Sherlock Holmes e o seu companheiro inseparável John Watson nunca estiveram entre as minhas favoritas. Nunca li os livros é certo, apenas me lembro vagamente de uma série que passou nos anos 80 na televisão e que, talvez por ser ainda muito jovem, nunca gostei de ver. Achava o Holmes muito enfadonho e sem piada nenhuma.
No entanto, o novo filme do Guy Ritchie despertou-me muito interesse desde que vi o trailer. Primeiro, é um filme do Guy, depois o Robert Downey Jr. tem estado em alta e pareceu-me que o seu Holmes iria ser muito mais cómico e interessante que aquele do qual me lembro vagamente. O Jude Law é sempre uma excelente razão para o ver em ecrã gigante. Embora à partida o preferisse a ele no papel de Holmes, adorei-o como dr. Watson, está um primor, as usual! E claro, o meu bom e velho conhecido Mark Strong, que faz sempre papéis de homem com enorme carisma, quer seja como herói ou vilão, embora os papéis de vilão estejam em maioria.
O que posso destacar neste Sherlock Holmes em primeiro lugar é a fotografia. Está fantástica! Faz-nos mesmo transportar para o final do século XIX, altura em que se passam os acontecimentos, com uma atmosfera cinzenta, prédios e ruas sujas e escuras. O guarda-roupa as well, está muito adequado a todo o ambiente do filme.
No entanto, a história tem os seus altos e baixos. Existem cenas cheias de acção, alguns efeitos especiais, que resultaram muito bem, mas depois existem outras cenas mais pausadas, cuja acção decai e me, fez por várias vezes, bocejar. Obviamente que o Sherlock Holmes é um homem indutivo, precisávamos destas cenas para ele entrar nas suas considerações e nas suas deduções tão famosas, mas isso fez a acção abrandar diversas vezes.
Gostei imenso da química entre os 2 personagens principais, Holmes e Watson. Gosto muito dos 2 actores e em conjunto resultam muito bem. É hilariante assistir às suas briguinhas e desavenças, perceber o poder das 2 mentes que funcionam na perfeição conjuntamente, a forma subtil como Holmes manipula o seu companheiro a acompanhá-lo nas suas aventuras, são grandes motivos para fazer deste filme mais um bom filme realizado pelo ex-marido de Madonna. Quase está provado cientificamente que ele só consegue fazer filmes de relevo, desde que não esteja com ela. xD
Ficou a falta a famosa frase de Holmes: “Elementar, meu caro Watson.”!!!
Quanto ao argumento e à história propriamente dita, não é nada de extraordinário, parece-me que Conan Doyle escreveu enredos bem mais complexos e interessas do que este.
O vilão, mr. Mark Strong, no papel de Lord Blackwood, esteve mais uma vez à altura do seu papel, como aliás está sempre e nunca me consegue desapontar. A personagem feminina interpretada por Rachel McAdams, a Irene, também esteve muito bem, bem melhor que miss Mary Morstan, interpretada por Kelly Reilly, a qual achei que não luziu. John Watson merecia uma noiva mais carismática, porque vistosa até era, mas achei-a muito apagada do ponto de vista sentimental. Para uma mulher apaixonada, acho que deveria ter-se destacado mais do que na realidade nos demonstrou.
O final do filme foi usado para uma possível sequela, talvez a próxima aventura da dupla Holmes & Watson.
Não sei o que os fãs desta personagem poderão pensar do filme, já que este Sherlock me pareceu muito “moderno”, demasiado cómico (o que para mim foi uma bela surpresa!), onde apenas o cachimbo foi usado como adereço. Quando penso em Sherlock Holmes a imagem que me vem à memória é a de um homem de cachimbo sim, mas de chapéu “à Sherlock Holmes” e de casaco tipo capa. O Holmes do Downey Jr. não me fez lembrar o Holmes original, mas como não conheço o original devidamente, talvez possa estar a ser injusta. Mas confesso que gostei muito mais deste detective do que o original que tenho em memória. Esta aventura, agora adaptada ao cinema, serviu ainda para “limpar” a imagem soturna e desinteressante que tinha das histórias deste famoso detective.

Ficha Técnica
Título: Sherlock Holmes
Realizador: Guy Ritchie
Descrição: Sherlock Holmes, o mais brilhante investigador de todos os tempos, criado pelo médico e escritor sir Arthur Conan Doyle, ressurge numa abordagem diferente, cheia de acção, onde o intelecto e a dedução estão agora aliados às artes marciais e ao boxe.
Londres, 1890. Lord Blackwood (Mark Strong), proclamando a sua imortalidade e poderes ocultos, confunde a Scotland Yard e aterroriza toda a população com os seus crimes macabros. Sherlock Holmes e o seu fiel companheiro Dr. John Watson vão ser chamados a descobrir uma conspiração que visa a destruição do país e, juntos, tudo farão para derrubar este novo e misterioso adversário.
Com a realização de Guy Richie, o filme junta a dupla Robert Downey Jr. e Jude Law como Sherlock e Watson, respectivamente.
Actores: Robert Downey Jr., Jude Law, Rachel McAdams, Mark Strong, Kelly Reilly, Eddie Marsan
Género: Aventura, Drama, Policial, Thriller
Ano de Lançamento: 2009
Duração: 128 minutos
Classificação: Maiores de 12 anos
Classificação (de 0 a 10): 7


Sherlock Holmes trailer

3 notas celestiais

Susana disse...

Nevou em Braga apesar de nao ter sido noticia de telejornal.
Pelo segundo ano seguido neva cá.
Que frrrrrriiiiooooo

papiro disse...

Da neve do ano passado eu lembro-me e recordo o frio que estava :P Foi o primeiro encontro com a lindíssima cidade de Braga ;)

The Star disse...

Ninas, este post era sobre o Sherlock Holmes, o do frio e neve é o próximo, ehehehe! ;)

Pois é, há um ano atrás, mais ou menos por esta altura, ainda apanhámos os restinhos de neve aí em Braga.
Já tinha ido a Braga várias vezes, mas nunca a tinha visto vestida de branco. É linda, não é Vânia?
Agora que ganhei mais uma amiga aí em Braga / Porto, qualquer dia faço mais uma visita... :D

3 notas celestiais